1ª Página |  Intranet |  Classificados |  Webmail |  Vídeos |  Bate Papo |  Contate-nos |  Todas as Notícias

como vai

25/03/2015 - 16:13:34

coluna TITITI (Mirandópolis)

Como Vai?

Na última matéria do “Como Vai?”, relatamos um pouco da vida de nosso Senhor Jesus Cristo, o Filho de Deus que foi sacrificado numa cruz para salvar as nossas almas. Dissemos que ele é o Filho do Homem, pois nasceu de uma filha de Deus chamada Maria, a escolhida, por ser uma jovem muito temente a Deus. Ela teria que dar à luz ao santo menino, mas ainda virgem, por não ter ainda se casado com o carpinteiro José. Ela contestou, pois como uma virgem poderia gerar um bebê, mas essa era a vontade de Deus e ela, sempre obediente, fez a vontade do Pai.

Jesus foi criado no deserto da Judeia, com muita humildade, assim, entendendo seu povo e formar seu apostolado, sempre com gente simples, na maioria, pescadores, casos de Simão Pedro, Tiago, Marcos e outros. Sempre que viveu no deserto era muito feliz, mas foi para a cidade grande, Jerusalém, onde muita gente nobre queria ver o seu fim. Perto do monte das Oliveiras, realizou a sua última Santa Ceia com os discípulos. O Mestre estava apreensivo porque via chegar a sua hora.

Então, naquela Santa Ceia deu muitos conselhos aos seus apóstolos e previu os próximos acontecimentos. Um deles, o pior, foi afirmar que um de seus discípulos iria traí-lo. Foi quando Judas Iscariotes perguntou: “Seria eu, Senhor?” Jesus respondeu: “Tu o dizes!”

Nesse evento sagrado também disse: “Um de vós irá me negar!”

O apóstolo que Jesus mais amava e confiava disse: “Eu jamais o negarei!”

“Antes que cante o galo, tu me negarás por três vezes.”

Depois da Santa Ceia, Jesus foi orar a Deus dizendo que a hora estava chegando e como homem (carne) temeu, pois sabia que não seria fácil suportar tanto sofrimento que haveria de vir. Enquanto Judas Iscariotes foi procurar os algozes do Mestre, vendendo por trinta moedas de prata.

Os sacerdotes e outros nobres ouviram falar de Jesus, mas pessoalmente não conheciam o Mestre.

“Aquele quem eu beijar é a pessoa que vocês procuram.”

Judas então se dirigiu aonde o Mestre estava, osculando-o, atitude que logo chamou a atenção dos soldados romanos que o prendeu, levando para o sinédrio para ali ser julgado pelo Senador Pôncio Pilatos.

Na próxima edição, contaremos sobre o seu julgamento e condenação à morte na cruz.


Seção: Artigos
Fonte: Da Redação
Cidade: Mirandópolis
Acessos: 1009


Comentários dos internautas:

Envie um comentário sobre esta matéria
ATENÇÃO !!! Os comentários postados aqui serão publicados após avaliação da nossa equipe.



Destaques
10ª etapa dos Jogos Regionais do Idoso
Lu Alckmin inicia a 10ª etapa dos Jogos Regionais do Idoso em Birigui

HCB
Leilão e Show de prêmios em prol do HCB acontecem em Valparaíso

Seicho-No-Ie
Alice Sassaki palestra na Seicho-No-Ie

Hoje a promoção de udon e yakisoba
Hoje a promoção de udon e yakisoba é realizada pelo Departamento de Atletismo

Feijoada
Neste domingo Feijoada tem renda destinada à AMAI

Conselheiro Tutelar
17 candidatos disputam o cargo de Conselheiro Tutelar

Alunos da Escola Ebe Aurora
Alunos da Escola Ebe Aurora são contemplados com aulas gratuitas de tênis e inglês

UNEBEM promove palestras
UNEBEM promove palestras abordando diversos temas

2ª edição do Yakisoba
Rotaract realiza a 2ª edição do Yakisoba

PIB realizou Conferência
PIB realizou Conferência com pastor André Torres Ribeiro

Início

Usuários OnLine: 4 |  Visitantes de Hoje: 2547 |  Total de Visitas: 9695742 |  Contate-nos |  Diário no Orkut |  Todas as Notícias
© Jornal Diário de Fato | Rua Domingos Terensi, nº 27 | Mirandópolis-SP | Fone: (18)-3701.4682 | Diretor: Alice Baraviera Gonçales

Site desenvolvido por PEGASUS TECNOLOGY - Telefone: (18)-9129.5960 e (11)-97506.3983 - www.dennisrondolfo.adm.br
Email: suporte@dennisrondolfo.adm.br - Tecnologia da informação a serviço de sua empresa.

ATENÇÃO. Todo material veiculado neste site é de propriedade do grupo Diário de Fato.
A cópia, reprodução ou distribuição desse material, sem prévia autorização, acarretará em medidas judiciais cabíveis.